quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

6º Capítulo

6º Capítulo
6ª Feira de manhã. Os quatro estão no jardim a prepararem-se para as filmagens. Junto deles está uma mesa com os equipamentos básicos de segurança. Liz está ao pé da câmara a prepara-la. Isa está a falar com um dos jardineiros que vai também entrar nas filmagens. Estão os dois a preparar um pequeno fogareiro para o jardineiro explicar como se apaga um pequeno foco de incêndio. O Brian aparece ali “por acaso” e comenta a situção:
Br: O que vocês estão a fazer é ridículo! Toda a gente sabe como se faz essas coisas todas, desde apagar incêndios a proteger-se de tremores de terra!
Will aproxima-se de Brian. Liz põe a câmara a filmar sem ninguém se apreceber.
W: Com que então és bombeiro e membro da protecção civil! Essa não sabia!
Br: Bombeiro não digo, mas – Olha para Isa – digamos que gosto de apagar alguns fogos…
L: Parece que és muito bom! Será que nos podes mostrar como se apaga este simples fogareiro, já que nós não sabemos e tivemos que pedir ajuda a este simpático senhor?
Brian fica todo convencido por Liz o ter tratado daquela maneira. Rita e Isa desconfiam da sua atitude mas Will não, por isso Liz aproxima-se dele e não o deixa fazer seja o que for.
Br: Isto é muito simples. É só puxar o gatilho de segurança e apontar para a base do foco de incêndio.
Embora continuasse a falar, Brian ficou “empenado” na fase de puxar o gatilho de segurança. Puxava e puxava cada vez com mais força mas o gatilho não saia. Brian parou e começou a olhar à volta. O jardineiro ria-se em silêncio.
L: Então Brian? Há algum problema?
Br: Problema? Não! Só precisei de ver se vocês estavam a respeitar a distância de segurança. Sim, estão devidamente afastados. Com o fogo não se brinca, lembrem-se sempre disso…
Brian continuou a puxar o gatilho, mas não o conseguia tirar. Com uma força doida, começou a fazer vibrar violentamente o gatilho, tropeçou, caiu para trás e na queda o gatilho solta-se e a espuma começa a sair do extintor, e depois cai em cima dele, que fica todo branco e a tossir que nem um doido.
As pessoas que estão a passar no jardim naquele momento param e começam-se a rir de Brian. O jardineiro pega noutro extintor e começa a explicação:
J: Tudo o que ele disse está correcto, mas o procedimento está completamente errado. Primeiro, o gatilho de segurança tem de ser tirada desta maneira, sem pressionar o extintor. Assim. Depois, mantendo sempre a distância de segurança, aproximamo-nos do foco de incêndio e, como o Brian muito bem tinha dito, apontamos o foco para a sua base, pegando no extintor nesta maneira e pressionando assim o maníbulo do extintor. E pronto, o fogo está extinto. Se o incêndio for maior, avisem sempre os bombeiros primeiro e depois ajudem a evacuar o recinto. Nunca tentem apagar um grande incêndio sozinhos!
L: Muito bem! – A Liz já estava ao pé da câmara a desliga-la. Ficou perfeito. Não é preciso repetir. Muito obrigado pessoal!
Todos batem palmas aos dois “actores”. O jardineiro aproxima-se de Brian com uma mangueira e lava-o com água gelada. Brian reclama mas deixa-se ficar debaixo da água até o branco do extintor desaparcer.
J: Estás a ver como é importante o trabalho que eles estão a fazer? Vai-te lá secar senão ficas doente.
Brian sai a correr em direcção à Wish, a sua residência, sem dizer uma palavra. As pessoas que estavam a assistir começam a dispersar, mas sempre a rir.
W: Bem, nunca pensei que o Brian nos pudesse ajudar tanto. Agora temos duas versões. Quem quizer tomar banho de extintor faz como o Brian.
J: O que não é muito bom, visto que o objectivo não é tomar banho mas sim apagar o incêndio. Vamos continuar?
I: Sim, claro. Vamos passar à protecção contra incêndio.
Enquanto Liz filmava, Isa perguntava ao jardineiro quais as utilidades de todos aqueles objectos. Depois do jardim foram até ao interior do edifício onde havia aulas de ciências, mostrar como se protegiam contra tremores de terra. Mais tarde foram até ao auditório onde mostraram outras regras de segurança mais relacionadas com um espectáculo de música.

Sem comentários: