sábado, 10 de novembro de 2007

3º Capítulo

Isa, Rita, Will e Liz estão a trabalhar numa das mesas do jardim. É quarta-feira e nem a turma de organização de eventos nem a de multimédia têm aulas à tarde. Infelizmente para Isa, Brian já passou umas vinte vezes pela mesa e cada vez que passa acena animadamente a Isa, como se fossem amigos de longa data. Mas, apesar deste incidente, o trabalho prossegue sem agitação de maior. Decidiram fazer um trabalho sobre “Segurança de Trabalho em Festivais de Música”: como proteger tantos os artistas como a equipa técnica de acidentes de trabalho. A Liz estava a fazer uma apresentação com muitas animações para cativar a audiência (e também o consentimento dos professores para irem ao festival).
Depois de estarem umas duas horas a trabalhar, já lhes era impossível não reparar nas sucessivas passagens de Brian por eles.
L: Sabiam que ele também está a fazer um trabalho para ir ao festival?
W: Não sabia que ele se interessava por festivais de música…
I: Se ele vai participar porque é que não está a fazer o trabalho?
R: Não faço ideia. Só sei que se ele passar por aqui outra vez vou-lhe bater.
Nisto o Brian, sem saber, aproxima-se novamente da mesa. Rita sai a correr da mesa na sua direcção e ele acaba por fugir e não volta mais.
R: Acho que ele agora já foi fazer o trabalho…

Nessa noite, Isa teve um sonho muito estranho:

Era noite. Ela estava sentada na secretária o quarto a trabalhar quando o Mike entra no quarto sem bater à porta. Ele começa a dizer “Anda, temos de ir.” Isa perguntava porquê e para onde, mas ele só respondia “Vamos, não temos tempo…”. Foi acordar a Rita que, ao acordar, olhou para ele e desmaiou em seguida. Ele agarrou nela e levou-a para fora do quarto com uma velocidade impressionante. Isa correu atrás dele pelos corredores da residência e pelos jardins da faculdade. Mike chegou ao pé de um carro preto e entrou com ela lá para dentro e Isa foi atrás. O carro arrancou de imediato e a conduzir ia o Brad, que disse:
B: Vocês demoraram muito tempo. Eles estão quase lá. Não sei se chegaremos a horas…
Isa queria perguntar o que é que se estava a passar mas estava perocupada com a Rita que ainda estava inconsciente e dizia palavras como “Mike” e “Vamos”.
Chegaram a um sítio que Isa não conseguiu identificar por causa do nevoeiro. Estava muito frio. Isa ajuda o Mike a tirar Rita de dentro do carro e o Brad agarra no braço dela para a obrigar a segui-la.
B: O Mike trata da Rita. Ela não está em condições de nos ajudar…
Incapaz de perguntar o que quer que fosse, Isa seguiu o Brad o mais depressa que pôde. Corriam por corredores, subiam e desciam escadas, e parecia que nunca mais chegavam ao destino. Depois o Brad parou em frente a uma porta. Tentou abri-la.
B: Eles trancaram a porta. Anda, ajuda-me a abri-la.
E começou aos pontapés na porta. Isa ficou a olhar para ele sem saber o que fazer. O Brad estava desesperado na tentativa de abrir a porta e gritou outro pedido de ajuda a Isa, que começou imediatamente a dar pontapés na porta. Como a porta não cedia, começaram os dois a correr para a porta ao mesmo tempo para a tentar abrir. Não conseguiram à primeira nem à segunda, mas na terceira tentativa a força foi tanta que atiraram com a porta e caíram os dois ao chão. Quando Isa olhou para o que se passava na sala, ela não queria acreditar…

Sem comentários: